Febre amarela: ministério confirma 846 casos e 260 mortes devido à doença

Notícias 2018 Adicionar Comentário

Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (8) que o país tem 846 casos confirmados de febre amarela, sendo que 260 pessoas morreram devido à infecção. Os dados foram contabilizados desde julho de 2017 até esta terça-feira (6).

Segundo o boletim epidemiológico, os órgãos de saúde receberam 3.234 suspeitas da doença. Além das confirmações, 828 casos ainda estão sob investigação. Outros 1.560 foram descartados. Desde o último boletim, publicado no dia 1º de março, outras 23 novas mortes foram notificadas.

Crescimento dos casos da doença em 2018
Gráfico feito de acordo com a divulgação dos boletins epidemiológicos
Número de registrosCasos confirmados9/116/124/130/17/216/220/228/26/302004006008001000

24/1
? Casos confirmados: 130
Fonte: Ministério da Saúde

Os estados mais afetados são Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Distrito Federal e Espírito Santo também apresentaram casos confirmados da doença, mas em menor proporção. No resto do Brasil, o governo recebeu notificações de casos suspeitos, mas ainda sem confirmação.

Estados com casos confirmados de febre amarela

ESTADO Nº DE CASOS MORTES
Minas Gerais 384 115
São Paulo 349 100
Rio de Janeiro 106 44
Espírito Santo 6
Distrito Federal 1 1

Em comparação com o mesmo período do ciclo anterior, de julho de 2016 até a mesma semana de março de 2017, há uma alta de 41,7%. O ministério informou que embora em números absolutos a doença apresente um acrescimo nos casos – de 597 casos confirmados para 846, a incidência por 100 mil habitantes foi menor.

“Esse fato pode ser explicado pela ocorrência mais recentemente de febre amarela em áreas com maior contingente populacional (população sob risco), uma vez que foram afetadas as regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo”, diz o texto do publicado pelo governo.

Fonte:  Bem Estar – Ministério da Saúde

Deixe seu comentário



Powered by EN™ - Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Siga-nos no Facebook Acessar